Papa no Angelus: A luz do Céu nos acorda para a vida em Cristo


Papa Francisco no Angelus de 13/03/2022 (Imagem: Facebook Vatican News)
Papa Francisco no Angelus de 13/03/2022 (Imagem: Facebook Vatican News)

lembremo-nos bem – manter acordado o coração não depende somente de nós: é uma graça e deve ser pedida

[Eduardo Honorato Paulo, 13/03/2022 – Redação CatolicaWeb] Neste Segundo Domingo da Quaresma, o Papa Francisco, reunido com os fieis na Praça de São Pedro, proferiu algumas palavras sobre o Evangelho do dia (Lc 9, 28b – 36) antes de conduzir a oração do Angelus.

No texto bíblico, é narrada a transfiguração de Jesus, na presença de três discípulos: Pedro, João e Tiago. O Santo Padre chama a atenção para a sonolência que os três sentiram em um momento tão importante. Para Francisco, talvez tenham dormido porque o Senhor entrou em uma oração profunda e prolongada e quando o sinal aconteceu ainda dormiam:

a sonolência dos discípulos num momento tão importante, diante do espetáculo único de ver Jesus mudar de aspecto. Lendo com atenção o Evangelho, Pedro, João e Tiago adormecem antes que tenha início a Transfiguração, isto é, enquanto Jesus estava em oração. Tratou-se evidentemente de uma oração que se prolongou por muito tempo e os discípulos foram vencidos pelo cansaço. Este sono fora de lugar não se parece talvez com muitos de nossos sonos que nos vêm durante momentos que sabemos ser importantes, como o convívio familiar depois de um dia de intenso trabalho?

“O tempo forte da Quaresma é uma oportunidade neste sentido. É um período em que Deus quer nos acordar da letargia interior. Porque – lembremo-nos bem – manter acordado o coração não depende somente de nós: é uma graça e deve ser pedida.”

O Papa destaca o detalhe que os discípulos acordam justamente na hora da transfiguração. O evento gerou tanta luz que acordou os discípulos. Da mesma forma para sairmos dessa sonolência, ou como dizemos no popular “acordar para a vida” precisamos da graça de Deus, precisamos dessa luz que vem emanada do próprio Cristo e que nos faz presenciar o milagre.Os discípulos acordam justamente durante a Transfiguração, talvez devido à luz que emanava de Cristo. Assim como eles, também nós precisamos da luz de Deus, que nos faz ver as coisas de modo diferente; nos atrai, nos desperta, reacende o desejo e a força de rezar, de olhar para dentro de nós mesmos e de dedicar tempo aos outros. “Podemos superar o cansaço do corpo com a força do Espírito de Deus. “Pedir ao Espírito Santo que leve embora esta sonolência que nos impede de rezar. Ajuda-me, quero encontrar Jesus”. Que a Virgem Maria nos ajude a manter desperto o nosso coração para acolher este tempo de graça que Deus nos oferece.”

Anterior Segunda-feira, 14/03/2022
Próximo 15/03 - Santa Luísa de Marillac