Papa no Ângelus, em Malta: Nestas ilhas respira-se o sentido do Povo de Deus


Papa Francisco em Floriana, Malta (Imagem: Vatican Media)
Papa Francisco em Floriana, Malta (Imagem: Vatican Media)

A oração do Ângelus marcou o encerramento da 36ª Viagem Apostólica Internacional, realizada pelo Papa Francisco a Malta.

Ao fim da Celebração da Santa Missa, presidida pelo Papa Francisco na Praça dos Celeiros, em Floriana – povoado de Malta, o Pontífice realizou a tradicional oração do Ângelus, que acontece costumeiramente na Basílica de São Pedro. A oração, que marcou o encerramento da 36ª Viagem Apostólica Internacional, foi iniciada com um agradecimento do Papa as autoridades eclesiais e locais: O arcebispo local, Charles Jude Scicluna, representando todos os bispos e sacerdotes, religiosos e religiosas, o presidente da República de Malta e Gozo e toda a população, pela acolhida e afeto.

Continuem assim!

Papa Francisco diz guardar em seu coração “o rosto luminoso de Malta“.

“Nestas ilhas respira-se o sentido do Povo de Deus. Continue assim, lembrando que a fé cresce na alegria e se fortalece na entrega. Continuar a corrente de santidade que levou tantos malteses a se entregarem com entusiasmo a Deus e aos outros. Penso em Dun Ġorġ Preca, que foi canonizado há quinze anos”

Algumas palavras aos jovens

Papa Francisco fez questão de dirigir uma mensagem exclusivamente aos jovens, lembrado por ele como “o futuro”:

E, finalmente, gostaria de dirigir algumas palavras aos jovens, que são o vosso futuro. Queridos amigosJovens, compartilho com vocês as coisas mais bonitas da vida. Você sabe o que é isso? É a alegria de nos desgastarmos no amor, que nos torna livres. Mas esta alegria tem um nome: Jesus. Desejo-lhe a beleza de se apaixonar por Jesus, que é um Deus de misericórdia – ouvimo-lo hoje no Evangelho – que acredita em você, sonha com você, ama suas vidas e nunca os decepcionará. E para avançar sempre com Jesus também com a família, com o povo de Deus, não se esqueça das raízes. Converse com os mais velhos, converse com os avós, converse com os idosos.

Um novo apelo sobre a Ucrânia

“Que o Senhor esteja convosco e que a Virgem vos proteja. Pedimos-lhe agora a paz, pensando na tragédia humanitária da Ucrânia martirizada, ainda sob o bombardeio desta guerra sacrílega. Não nos cansemos de rezar e ajudar os que sofrem. Que a paz esteja com você!”

Breve relato do Arcebispo local sobre a visita do Papa

Segundo o arcebispo Scicluna, “as palavras, os gestos e os encontros do Papa com o povo de Malta e Gozo deixaram uma profunda impressão e um forte sentimento de cura“. O arcebispo cita ainda quatro pilares que fundamentaram a tônica do Pontífice durante toda a Viagem Apostólica Internacional: Acolhimento, evangelização, alegria e humanidade.

“Vou dizer a vocês como as pessoas se sentiram: foi um momento de graça muito poderoso e uma grande responsabilidade, porque recebemos tanto das palavras, dos gestos, da presença tão calorosa e cordial do Papa, e essa é uma herança que também se torna uma responsabilidade para nós. Temos agora de fazer crescer esta semente que o Senhor, na sua misericórdia, plantou no sulco que é a Igreja em Malta e Gozo.”

Anterior Domingo, 03/04/2022
Próximo 04/04 - Santo Isidoro