Na quaresma, assumimos propósitos, fazemos penitencias. Mas, muitas vezes, não é fácil e temos vontade de desistir.

Não podemos desistir do nosso objetivo, temos que seguir em frente

Semana 4

Na quaresma, assumimos propósitos, fazemos penitencias. Mas, muitas vezes, não é fácil e temos vontade de desistir. Pensamos: não devia ter assumido isso;  existem muitas barreiras, obstáculos, desvios (isso faz parte), vamos usar como fortalecimento da nossa fé, não podemos desistir do nosso objetivo, temos que seguir em frente.

Muitas vezes, para alcançar o objetivo, precisamos fazer um caminho mais longo, mais difícil, rever e revisar o que estamos fazendo, mas não significa que devemos ficar parados, sentar na beira da estrada e ficar chorando, não vai adiantar, vai atrasar.

Mas devemos sim analisar: Como estamos caminhando? Com quem? Será que estamos usando o calçado correto? Será que não é o momento de nos abandonarmos e deixar ser conduzidos? Deixar ser cuidado?

Quaresma é um tempo que mostra a nossa pequenez, nossa fragilidade, que sozinhos é mais difícil, que precisamos um do outro, e sermos mais humildes, menos vaidosos, aceitar quem Deus coloca em nossas vidas, para superarmos as dificuldades.

Mas, será que passando a quaresma, tudo fica mais fácil? Na verdade não. É que, neste tempo, aprendemos que nas nossas angustias, desafios, medos e fraquezas. Aprendemos que Deus é nosso guia e não nos deixa sozinhos, e que, apesar de todos os obstáculos, devemos seguir em frente, pois Ele é a Luz que nos conduz. Não importa em qual escuridão estamos, temos um Deus que é misericórdia, nos fortalece e dá coragem.

Que possamos deixar Deus habitar e agir em nossos corações, e conduzir nossas vidas, agora e sempre.

Deus abençoe a todos!
Renata Neli (Redação CatolicaWeb)

Anterior 12/03 - Santo Inocêncio
Próximo Novena a São José, 4º dia: Pai no acolhimento