Tríduo à Nossa Senhora das Dores – 2º Dia

Hoje, segundo dia do nosso tríduo, peçamos a Nossa Senhora das Dores, por aqueles que estão vivendo dias difíceis, e sofrendo, seja físico ou mental, para que eles encontrem o auxílio, amparo e apoio em suas vidas.

Peçamos a Deus que cuide daqueles que estão sofrendo, que envie anjos com nome de amigos para cuidar destes seus filhos.

Iniciemos nosso encontro em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Amém!

Reflexão: Nossa Senhora sofreu no silêncio, mas ela tinha a confiança em Deus, e isso a manteve de pé, e hoje vemos tantas pessoas sofrendo, as dores do corpo, da mente, da alma, e que em muitos casos não são ouvidas, ou não conseguem pedir por socorro, que Nossa Senhora tenha Piedade destes seus filhos e interceda para que tenham alivio de seus sofrimentos.

Evangelho

Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 7,1-10

Naquele tempo, quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte. O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado. Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: “O oficial merece que lhe faças este favor, 5porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga”.

Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente a teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: ‘Vai!’, ele vai; e a outro: ‘Vem!’, ele vem; e ao meu empregado ‘Faze isto!’, e ele o faz’”.

Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: “Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

Palavra da Salvação.

Glória Vós, Senhor!

Preces

  • Peçamos por aqueles que sofrem as dores do abandono, da discriminação, do preconceito, que tenham a força e consigam superar;
  • Peçamos a Deus, por aqueles que sofrem calados em silencio, que possa ouvir seus corações e dar o alento, conforto e força que precisam;
  • Peçamos pelos que sofrem as dores do corpo, que obtenham o alívio e a cura.

Bênção

Senhor nosso Deus, abençoe a todos nós e principalmente aqueles que mais sofrem, e que tenhamos a coragem de olhar nos olhos destes seus filhos, e ver a dor que os afligem, e ter as ferramentas para ajuda-los..

Pai-nosso… Ave-Maria… Glória-ao-Pai…

Estivemos unidos e reunidos, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Amém.

Bendigamos ao Senhor!

Graças a Deus!

Sugestão de canto: Virgem do Silêncio

Anterior Segunda-feira, 13/09/2021
Próximo Papa no Angelus, no Congresso Eucarístico Internacional: A Eucaristia é ação de graças